Disney - Streaming
Novo serviço de streaming da Disney será concorrente do Netflix

A Disney anunciou que encerrará o acordo de distribuição com a Netflix e lançará seu próprio serviço de streaming. O anúncio foi feito pela empresa no último dia 8 e a intenção do é que o serviço seja lançado em 2019.

De acordo com uma publicação feita no site “The Verge”, o novo serviço de streaming da Disney será desenvolvido com a tecnologia da BAMTech, a plataforma de streaming de vídeo da MLB-founded.

Atualmente já era uma das maiores investidoras da BAMTech e agora fará um investimento ainda maior. De acordo com a informação também publicada na Forbes, o investimento será de $1.58 bilhões de dólares, o que garantirá a Disney cerca de 75% na empresa. A aquisição ainda requer aprovação regulamentar.

A empresa também tem planos de lançar um serviço de streaming da ESPN, no ano seguinte do lançamento do próprio serviço de streaming da Disney. A plataforma da ESPN exibirá entorno de 10 mil eventos por ano, desde baseball, hockey, tênis e esportes universitários.

Já o serviço de streaming da Disney será mais voltado para o entretenimento, incluindo séries e programações originais da Pixar Flicks e Disney Channel.

Por conta do lançamento do seu próprio serviço de streaming, a Disney encerrará seu acordo com a Netflix para novos lançamentos, a partir de 2019. Com isso, filmes que saírem em 2019 em diante, incluindo Toy Story 4, continuação de Frozen e a sequência final da trilogia de Star Wars, ficarão de fora do serviço de streaming do Netflix.

A boa notícia é que o Netflix continuará com a parceria com a Disney em várias frentes, conforme citou o porta-voz da empresa. De acordo com uma publicação no site Polygon, a parceria continuará com a Marvel TV, o que inclui series como Punho de Ferro, Luke Cage, Os Defensores, Demolidor e Jessica Jones. Sendo assim os fãs das séries da Marvel podem ficar tranquilos quanto as suas favoritas.

A questão é que com o lançamento do seu próprio serviço de streaming, a Disney puxará os filmes e séries de sua propriedade, o que inclui tudo relacionado a Marvel e LucasFilm (Star Wars) do Netflix. Com isso os fãs terão de escolher entre pagar por dois serviços de streaming, o que será inevitável devido ao tamanho da Disney e seu vasto catalogo ou escolher um dos serviços para o seu entretenimento.

Infelizmente ainda não há uma confirmação se o conteúdo da Disney, Marvel, Pixar e Lucasfilm será exclusivo ou permitirá outros serviços disponibilizarem mediante licença.