Explicando | Netflix: a série que explora temas polêmicos da atualidade

A Netflix lançou no primeiro semestre deste ano, a série Explicando, em parceria com o site britânico Vox. É uma série de documentários sobre os mais variados assuntos, dos mais variados campos.

É um programa de cunho jornalístico, que discorre desde questões científicas a informações sobre temas da atualidade. O programa tem um formato discursivo, mas com uma narrativa leve e atraente para uma diversidade de audiência.

Os roteiros demonstram que cada episódio da série envolve um extenso trabalho de pesquisa séria. Embora seja um programa de documentários sem especificidade de segmento, cada um deles esclarece e explica realmente o tema abordado.

Os apresentadores são geralmente pessoas conhecidas do público, o que cria uma empatia imediata pela produção. Há entrevistas com especialistas, relato e/ou cenas de fatos históricos, estatísticas, enfim.

Tudo o que pode validar a pesquisa estão presentes nos documentários.

A Netflix libera um episódio por semana, às quartas-feiras e, desde o lançamento até agora já são dezenove episódios catalogados.

O investimento nessa produção mostra a visão inovadora do serviço de streaming, que tem se empenhado em trazer conteúdos diferenciados.

Cada episódio, um documentário

O roteiro segue o modelo de matéria jornalística. A linguagem está associada a um conteúdo visual, mas sedimentada pelo trabalho de pesquisa.

O primeiro episódio foi sobre a “Diferença de riqueza entre brancos e negros”. Tema polêmico, exibindo testemunho pessoal de Cory Booker, senador afrodescendente  norte-americano.

A professora de Direito Mehrsa Baradaran, autora do livro premiado A Cor do Dinheiro, relata os fatos históricos.A apresentação ficou por conta de Samira Wiley, vencedora do Emmy por seu desempenho em Orange is the new Black.

O segundo episódio trouxe como tema “O DNA projetado”. O documentário, narrado por Joss Fong, jornalista da Vox, em Washington, debateu sobre a ferramenta de edição de genoma – CRISPR .

Um documentário muito bem explicado por especialistas da área, incluindo Jennifer Doudna, cientista pioneira na edição de DNA.

O episódio contou ainda com aparições de celebridades, como a atriz Cameron Diaz e cenas dos filmes Jurassic Park e Gattaca.

Outros temas

Há um episódio sobre dietas e “Por que dietas dão errado?”, apresentado por Maria Bello, uma famosa atriz do cinema americano. Em quatorze minutos, se discute sobre os mais renomados programas de dietas. Atkins, Paleo, Keto não funcionam e por quê?

K-Pop. O que é isso? É uma cultura, é uma teoria, é uma marca? Tem muita gente que ainda não sabe o que é? Com certeza. Agora, todo mundo pode descobrir.Saiba o que significa K-Pop, em Explicando.

Nesse formato exuberante seguem todos os episódios dessa série de documentários da Netflix, incluindo, Criptomoeda, Vida Extraterrestre, Maconha e até Tatuagens.

Há um documentário inteiramente dedicado ao ponto de exclamação. O título é “!”. Quinze minutos com linguistas, redatores, professores, literatos, todos explicando o uso abusivo do ponto de exclamação.

O último documentário lançado, o de número dezenove, fala sobre “A crise global da água”. É um documentário sério e que mostra os perigos da seca absoluta em diversas regiões do planeta.

Dentre essas regiões, o estado de São Paulo, no Brasil, até a década de quarenta sofreria com o total desabastecimento de água.

O documentário foi narrado pelo ator americano Kyle MacLachlan, da série Twin Peaks, fenômeno televisivo de 1990. Ele também é conhecido por atuar na série Desperate Housewives.

A rigor, o único documentário que tratou de um tema absolutamente científico foi o segundo, “O DNA projetado”. Todos os outros, embora bem embasados, são leigos.

Todos os documentários se utilizam das mesmas ferramentas para elaboração. Pesquisa, mídias visuais, explanações de especialistas, porém cada documentário tem sua linguagem própria.

Se o tema é mais científico, a narrativa obedece a esse conceito. Entretanto, se for mais informal, o tom da narrativa é mais distenso, às vezes até cômico.

Desse modo, a série Explicando tem tudo para agradar aos aficionados ou não, pelo conhecimento.

Explicando: Crítica

Em meio a um mar de nonsense que se vê por aí, uma série tal como Explicando é revigorante.

Enquanto as redes de entretenimento seguem o mesmo formato de programação, a Netflix investiu em um programa com conteúdo diferenciado.

Contrariamente a uma programação que massifica os conteúdos — e a Netflix não foge desse padrão, também — “Explicando” concede ao espectador algo primordial. A série estimula ao conhecimento.