Melhores filmes de comédia do Netflix para você se divertir

Sem dúvida, o gênero cinematográfico mais buscado na internet é de “comédia“. Por esta razão, selecionamos os “melhores filmes de comédia do Netflix“. Todavia porque este é um dos gêneros artísticos que mais desperta interesse no público. Sobretudo devido à capacidade do espectador conseguir escapar do estresse cotidiano.

Existem inúmeros subgêneros de comédia: sátira, pastelão, humor negro, comédia de situação, comédia romântica e bordões. Cada um adaptado a diferentes estilos e gostos bastante individualizados.

Melhores filmes de comédia do Netflix

E, o Netflix tem um acervo cinematográfico de comédias muito extenso e diversificado. Ironicamente, o “drama” do aficionado em comédia é conseguir se encontrar no mar de possibilidades do serviço de streaming.

Então, assim como futebol, religião e política, o gosto pela comédia não se discute e cada um tem o seu.

Portanto, para evitar as famosas tretas preparamos uma lista de quinze filmes que tenta englobar todos os gostos e sexos. Prepare sua bebida, ligue seu aparelho e siga nossas dicas!

Um Espião e Meio (2016)

Um Espião e Meio - 2016
Imagem: Reprodução Netflix (Um Espião e Meio)

A fórmula Dwayne “The Rock” Johnson e Kevin Hart.

Essa combinação tem trazido muitos milhões a Hollywood. O enredo, em si, é bem fraco e batido, mas há algo hi-lá-rio na associação do gigante musculoso The Rock e no pequenino de voz fina Kevin Hart.

The Rock interpreta um suposto agente da CIA, desajustado e acusado de espionagem. Hart, surpreendentemente, interpreta um contador pacato, responsável e homem de família. Os dois se conheceram no High School (Ensino Médio dos EUA), época em que Bob Stone (Dwayne Johson) era muito gordo e sofria bullying. Calvin Joyner (Hart), por sua vez, era popular. Agora, Calvin precisa tirar Bob de outra confusão.

Participações especiais de Melissa McCarthy e Jason Bateman sempre muito bem-vindas. Confira “Um Espião e Meio” no Netflix.

Pai em Dose Dupla (2015)

Pai em Dose Dupla - 2015
Imagem: Reprodução Netflix (Pai em Dose Dupla)

Mais uma fórmula de sucesso, Mark Whalberg e Will Ferrell, são prova viva de que os opostos se atraem.

Mais uma vez, a associação do “fortão pegador” com o “perdedor bobão” dá muito certo. O filme tem uma história comum, mas que é ponto nevrálgico de muitos lares: o pai que abandona os filhos e privilegia seus próprios interesses. Um belo dia volta para casa e encontra a ex-mulher casada com outro homem. Abobalhado, mas fiel e presente, o atual marido encara o ex como uma ameaça. A história rende muitas risadas e alguma reflexão. Assista a “Pai em Dose Dupla” no Netflix.

Vizinhos (2014)

Vizinhos - 2014
Imagem: Reprodução Netflix (Vizinhos 2)

Zac Efron interpreta – muito bem, aliás – o típico frat boy, aquele jovem estudante, solteiro, que reside em uma fraternidade e só se interessa por festas, bebidas e mulheres.

Na outra ponta do enredo, Seth Rogen e Rose Byrne interpretam um casal comum, com uma filha ainda bebê, que acabaram de comprar uma casa de subúrbio. Feliz com a primeira grande compra em família, o casal não imagina a confusão que é residir ao lado de uma fraternidade.

Politicamente incorreto, com um humor descarado e chulo, o filme de Judd Apatow rende boas risadas. É o típico besteirol americano. Assista “Vizinhos” no Netflix. Vale a pena conferir também Vizinhos 2″.

Descompensada (2014)

Descompensada - 2015
Imagem: Reprodução Netflix (Descompensada)

Amy Schumer interpreta uma jornalista balzaquiana que tem uma vida de sexo casual, bebidas e festas. Dedicada ao seu pai que sofre de doença degenerativa, acaba se apaixonando por um médico desportivo, interpretado por Bill Hader.

A história de Judd Apatow questiona, ainda, a posição da mulher em uma sociedade machista. A idéia da mulher forte, autossuficiente e sexualmente ativa, que vive como quer, ainda choca muito e dá vazão a uma comédia crítica e consciente. Assista “Descompensada” no Netflix.

Uma Ladra sem Limites (2012)

Uma Ladra sem Limites - 2013
Imagem: Reprodução Netflix (Uma Ladra sem Limites)

Melissa McCarthy e Jason Bateman, dois dos comediantes mais reconhecidos da última geração, em um filme engraçadíssimo.

Melissa McCathy está rapidamente entrando pro rol dos – poucos – atores que tudo que faz é bom. Ela tem uma comédia rápida, debochada e, ao mesmo tempo, refinada. Assista à “Uma Ladra sem Limites” no Netflix.

O Primeiro Mentiroso (2009)

O Primeiro Mentiroso - 2009
Imagem: Reprodução Netflix (O Primeiro Mentiroso)

Protagonizado por Ricky Gervais. Com Jennifer Garner, Rob Lowe, Jonah Hill e o controverso comediante Louis C.K.

O filme mistura sátira, humor negro – especialidade do comediante Ricky Gervais – e um toque de fábula. Em um mundo utópico, sem o conceito de real e falso, Mark (Gervais), um roteirista de cinema fracassado, inventa a primeira mentira. A partir daí, ele descobre que pode controlar seu destino, simplesmente, inventando histórias que não condizem com a verdade.

Inicialmente com motivos egoístas, Mark acaba tornando-se uma espécie de oráculo para uma sociedade inocente e despida de mentalidade crítica. O filme representa uma excelente subversão dos conceitos sociais de moralidade, ética e religião. Assista “O Primeiro Mentiroso” no Netflix.

O Ditador (2012)

O Ditador - 2012
Imagem: Reprodução Netflix (O Ditador)

Sátira. Sacha Baron Cohen vive um ditador africano que, após ser acusado de produzir armas nucleares, busca dar explicações na sede da ONU, em Nova York. O ator, que ficou conhecido pelas improvisações de Borat e Bruno, altera seu modus operandi ao apresentar um roteiro mais próximo do convencional.

Apesar disso, o personagem desenvolvido por Cohen é hilário e caricato. O estereótipo perfeito dos ditadores e governos autoritários globais.

O elenco conta com nomes da comédia como Anna Faris que interpreta a politicamente correta Zoey; John C. Reilly e o engrassadíssimo Jason Mantzoukas. Ainda, o reverenciado Ben Kingsley, completa o grupo. Assista ao filme “O Ditador” no Netflix.

O Clube das Desquitadas (1996)

O Clube das Desquitadas - 1996
Imagem: Reprodução Netflix (O Clube das Desquitadas)

O humor de Diane Keaton, Bette Midler e Goldie Hawn com participação de Sarah Jessica Parker.

O filme é leve, bem escrito e muito engraçado. Retrata a vingança de três mulheres contra seus maridos canastrões. Um clássico do cinema americano. Assista ao “O Clube das Desquitadas” no Netflix.

Eu Queria Ter a Sua Vida (2011)

Eu Queria Ter a Sua Vida - 2011
Imagem: Reprodução Netflix (Eu Queria Ter a Sua Vida)

Ryan Reynolds e Jason Bateman em uma comédia hilária.

O roteiro é o clássico troca-troca de mentes em outros corpos. Um é o pai de família, o outro, solteirão inveterado. O que conta nessa comédia é a interpretação dos atores que está impecável. Muito engraçada mesmo.

O elenco ainda conta com Leslie Mann como a mulher de Bateman e a belíssima Olivia Wilde, como par romântico de Reynolds. Assista “Eu Queria Ter a Sua Vida” no Netflix.

A Chefa (2016)

A Chefa - 2016
Imagem: Reprodução Netflix (A Chefa)

Mais uma vez Melissa McCarthy na lista. Com Kirsten Bell, Peter Dinklage e participação especial da aclamada Kathy Bates.

O filme conta a história de uma empreendedora falida que descobre em um grupo de escoteiras mirins a chave para se reerguer. Com cenas de “ação” hilárias, o filme foi muito bem recebido pela crítica. Peter Dinklage, famoso por seu papel em Game of Thrones, está muito bem no papel do vilão apaixonado com necessidade de atenção. Assista ao engraçadíssimo filme “A Chefa” no Netflix.

Entrando Numa Fria (A Trilogia)

Entrando Numa Fria - A Trilogia
Imagem: Reprodução Netflix (Entrando Numa Fria)

Entrando Numa Fria (2000), Entrando Numa Fria Maior Ainda (2004) e Entrando Numa Fria Maior Ainda com a Família (2010).

Rapidamente transformados em clássicos da comédia, esta trilogia desafia a máxima de que sequências são piores que os originais. Sinceramente, é difícil saber qual é o melhor.

Robert De Niro está sensacional como o ex-espião psicótico da CIA, Jack Byrnes. Ben Stiller – e seu perfeito timing cômico – está excelente no papel de Gaylord Focker. Impossível dizer esse nome sem rir. O enredo é original e hilário. Tudo nessa trilogia dá certo. Sem contar com as participações gigantes dos brilhantes Dustin Hoffman e Barbra Streisand, como pais de Ben Stiller, no filme de 2010.

Owen Wilson e sua comédia malemolente também não passa despercebido. Assista à “Entrando Numa Fria” no Netflix.

Curtindo a Vida Adoidado (1986)

Curtindo a Vida Adoidado -1986
Imagem: Reprodução Netflix (Curtindo a Vida Adoidado)

Matthew Broderick em seu icônico papel de Ferris Bueller, o adolescente que mata aula para passar um dia memorável com seu melhor amigo e namorada.

O filme é um clássico e não poderia deixar de estar na nossa lista. Confira “Curtindo a Vida Adoidado” no Netflix.

Missão Madrinha de Casamento (2011)

Missão Madrinha de Casamento - 2011
Imagem: Reprodução Netflix (Missão Madrinha de Casamento)

Eleito o filme mais engraçado e bem sucedido de 2011, o elenco é completamente formado pela nova geração de comediantes de Hollywood. Assista a “Missão Madrinha de Casamento” no Netflix.

O Virgem de 40 Anos (2005)

Um Vírgem de 40 Anos - 2005
Imagem: Reprodução Netflix (Um Virgem de 40 anos)

Steve Carell e o filme que o levou a lista A dos atores mais bem pagos de Hollywood.

Mais uma vez, Judd Apatow acerta em cheio. O filme é um dos primeiros que encabeçam a “nova” comédia hollywoodiana. A comédia do politicamente incorreto, que retrata escandalosamente temáticas que, antes, eram consideradas como tabu.

O Virgem de 40 anos fez um sucesso estrondoso à época do lançamento e, até hoje, é considerado um filme para rir do início ao fim. Assista ao “Virgem de 40 Anos” no Netflix.

Um Príncipe em Nova York (1988)

Um Príncipe em Nova York - 1988
Imagem: Reprodução Netflix (Um Príncipe em Nova York)

Atemporal. O filme é muito, muito bom mesmo. Ninguém menos que o inigualável Eddie Murphy, com um elenco de pesos pesados como Arsenio Hall e James Earl Jones.

O filme é revolucionário pelo sucesso que fez com um elenco só de negros, em plena década de 80. Em junho de 2018, o filme completou 30 anos e foi celebrado por ter quebrado barreiras. Vida longa do Príncipe de Zamumba! Assista a “Um Príncipe em Nova York” no Netflix.