Nintendo Switch: Acessórios podem encarecer a diversão!

A Nintendo fez nesta sexta feira (13) uma conferência em Tóquio para apresentar o seu mais novo console, o Nintendo Switch e dar mais detalhes sobre a plataforma. De acordo com as informações anunciadas pela empresa, é nítido o seu interesse em resgatar o gigantesco sucesso alcançado com o antigo Wii, lançado em 2016. Infelizmente nem só de flores é feito o lançamento do incrível e inovador Switch, pois segundo anúncio da Nintendo, o preço dos acessórios do console será um tanto quanto “salgado”.

Se o preço do console em si tem sido considerado um valor justo, o mesmo não pode ser dito dos seus acessórios. O Switch já está sendo vendido na pré venda por US$ 299 e os itens que farão parte do pacotão do console serão: Uma base que ficará conectada à TV, onde o dispositivo móvel deverá ser acoplado; cabo de energia, cabo HDMI, dois controles Joy-Con Grip – aquele par de controles que ficam anexos a unidade móvel e podem ser destacados para um uso convencional, como um controle normal; e por fim um par de tiras fixadoras para que os controles não escapem das mãos do jogador.

Inicialmente o pacote inicial já é bastante completo, o que dispensa acessórios adicionais, porém quem deseja uma experiência mais aproximada de um console convencional, aí o assunto já muda de figura.

Um par de Joy Cons que podem ser utilizados isoladamente ou juntos, acoplados no dispositivo móvel ou em um Grip.

Muitos usuários podem não se adaptar corretamente com os pequenos controles Joy-Cons e precisarão de um joystick “normal” para conseguir jogar seus jogos e é aí que a brincadeira começa a ficar cara. A primeira opção neste caso seria o “Pro Controller”, muito semelhante ao controle do Xbox One, devido a disposição dos botões. O valor do acessório parte de US$ 70. Os controles do Xbox One e Playstation 4 por exemplo custam em média entre US$ 50 a US$ 60, o que pode tornar a opção da Nintendo cara em relação às concorrentes.

Acessório chamado de “Weel”. O usuário insere um Joy Con dentro do acessório para transforma-lo em um volante.

Para quem quiser comprar controles Joy-Cons extra acabará pagando caro também, pois o esmo custará US$ 50 e o kit com 2 pares do controle sairá US$ 80 ( 10 dólares mais barato). O Joy-Con Wheel por exemplo ( volante parecido com o do Wii), custará US$ 15, permitindo que o jogador encaixe o Joy Con dentro do volante para jogar. E para quem ainda for “chato” com essas coisas, terá o acessório chamado “Joy-Cons Grip”, que na verdade será um encaixe para acoplar os Joy-Cons a ele, deixando um controle só e maior. Desta forma o jogador conseguirá aproximar a experiência a um modo mais convencional.

Grip central e unificador para juntar um par de Joy Cons afim de formar um controle mais convencional para jogo.

Para quem ainda quiser por exemplo jogar no quarto e na sala, sem precisar ter que ficar levando a base do Switch de um canto a outro da casa, o ideal será comprar uma base extra, que custará US$ 90.

Nintendo Switch – Dispositivo encaixado na base fixa que fica ligada a TV + Joy Cons acoplados ao Grip central para formar um joystick.

O preço pelos acessórios extras do console será bastante salgado. Agora ficará a cargo da Nintendo fazer jus ao valor do seu produto e transformar tudo isso em uma super satisfação para o usuário. Afinal, sabemos que entretenimento não é de graça e para quem quiser tirar proveito de toda a diversão que o Nintendo Switch terá a oferecer, precisará de fato adquirir seus adicionais.

Sabe-se também que a Nintendo em breve anunciará outras opções de pacotes do console e cores que estarão disponíveis.

O Nintendo Switch será lançado dia 3 de março de 2017 e custará US$ 299. Ainda não há valores para o mercado da América Latina, muito menos para o Brasil. O Presidente da Nintendo of America já avisou hoje (13) mais cedo que em breve anunciará os valores e a possível data de lançamento.