O Atirador: série do Netflix é cancelada por baixa audiência

Após a pior audiência na TV norte-americana, a série foi cancelada

O Atirador (Shooter), série de ação do Netflix, baseado no filme de mesmo nome estrelado por Mark Walberg, está com seus dias contados. Isso porque a rede de televisão USA Network, conhecida como Universal Channel aqui no Brasil, cancelou a série.

As razões para o cancelamento são variadas, sobretudo pela baixa audiência que vem recebido desde o final da segunda temporada. O alto indice de violência dos episódios, somada aos problemas de produção que a série vem enfrentando, contribuiram para a decisão.

Enquanto nos Estados Unidos a série é transmitida pela NBC/ Universal, aqui no Brasil é exibida pela Netflix.

Motivo da baixa audiência

Produzida e dirigida por John Hlavin e Mark Walhberg, a série teve um começo fervoroso. No entanto, passada o desfecho da trama principal — concluída na segunda temporada — parece que a série perdeu o foco. O que a princípio era uma odisseia pela sobrevivência do protagonista, estrelado por Ryan Phillippe, mais tarde se tornou uma trama conspiratória sem cabimento.

A desconexão sofrida pela história começa a ter seu agravamento já na segunda temporada, com mudanças drásticas no enredo.

Na terceira temporada, parece que os diretores perderem o fio da meada e não conseguiram mais ligar as pontas. A série não mais parece ter um fim, ou ao menos uma explicação nesta última temporada. O protagonista, Bob Lee Swagger está simplesmente patinando em uma trama sem nexo, para desvendar uma conspiração incompreendida.

Sobretudo porque a conspiração nada tem a ver com o sentido original da série. Então de fato é notável que algo se perdeu (ou o enredo todo).

Na tentativa de recuperar a validez da série, os diretores tentaram por inserir novos personagens e situações, que acabaram por piorar ainda mais a baixa aceitação do público.

Interpretações ruins

O Atirador teve um excelente começo mas chegou ao seu apogeu com interpretações forçadas. Alguns personagens, tal qual a esposa de Bob Lee, July Swagger, perderam a sua importância. Simplesmente tentaram inclui-la em cenas fracas e sem valor algum para a série. Tamanho foi o despreparo, que a atriz que interpreta a filha de Swagger, foi substituída por outra. Isso aconteceu após a menina ter ficado alguns episódio sem aparecer. Para muitos, a mudança foi até imperceptível.

Os personagens que realmente fazem jus a série a conseguem mante-la viva são Bob Lee (Ryan Phillippe), Isaac Johnson (Omar Epps) e Nadine Memphis (Cynthia Addai-Robinson). Sobretudo porque a trama tem girado entorno deste grupo de personagens, que tenta frear o avanço dos planos de uma organização governamental. Esta organização está por trás de uma conspiração contra os Estados Unidos.

Fim da linha para O Atirador

Em razão da baixa aceitação pelo público da série, em grande parte pelo descarrilho da história central, a série foi cancelada. O Atirador ainda receberá os episódios da terceira temporada até setembro.

Infelizmente mais uma grande série, de potencial gigantesco, foi cancelada pela falta de prudência na direção da história. O reflexo de uma sobreposição na trama foi o afastamento do público que a acompanhava. Mesmo fato que vem ocorrendo fortemente com a série da AMC, The Walking Dead.

O Atirador, é uma série de ação, original do Netflix, lançada em 15 de novembro de 2016. Chegada a sua terceira temporada, a série foi cancelada em virtude da baixa audiência e crítica negativa.

Confira a análise completa de “O Atirador“, clicando aqui.